• +(011)992413934
  • contato@missaoempreendedora.net.br

Tag Archives: riqueza

O Marketing Multinível como transferência de riqueza

A riqueza do mundo está concentrada nas mãos de poucos e a lei 80:20 é um bom exemplo, ou seja, 20% concentram 80% das riquezas.

No Brasil a concentração ainda é pior, mas como vivemos num mundo globalizado e em tempo real com a internet, as mesmas empresas multinacionais bilionárias atuam em várias partes do mundo simultaneamente.

Publicidade

Somente nos Estados Unidos 1% da população detém 30% da riqueza da nação.

No mundo capitalista a tendência e a concentração é cada vez maior, onde empresas maiores compram os menores e depois de concentrar fica cada vez mais difícil distribuir ou democratizar os ganhos entre a população.

O Marketing de Rede ou Marketing Multinível pode ser considerado um sistema de transferência ou redistribuição de renda dos grupos mais fortes, normalmente oligopolistas representados por poucos produtores para muitos consumidores, para grupos de menor poder aquisitivo.

A própria definição de marketing de rede tradicionalmente conhecida por todos de que quando compramos um produto ele é produzido por um fabricante, que vende para um distribuidor, que vende para um atacadista, que vende para um supermercado já mostra uma cadeia de intermediários até chegar ao consumidor final. Essa definição pode ser aplicada também a serviços.

Começando pelas indústrias que fornecem para supermercados ou para outros tipos de lojas de varejo no mercado tradicional, seu principal objetivo é buscar o lucro máximo , procurando sempre vender mais ao menor custo possível. Nós consumidores não temos outra saída a não ser pagar o preço.

Mas com o sistema de marketing de rede nós podemos exercer nosso direito de escolha e ser um consumidor inteligente optando por comprar de uma empresa de marketing de rede que vai redistribuir lucro conosco o que antes só ficava no sistema tradicional.
Vejamos alguns exemplos. Se nós consumirmos hoje em marketing de rede os suplementos nutricionais vamos fazer uma prevenção de saúde, evitar doenças e ainda ganhar dinheiro em forma de bônus.

Se não consumirmos temos o risco de ficarmos doentes e ainda aumentar significativamente o lucro da indústria farmacêutica pela necessidade de tomar remédios.

Então estamos evitando a compra de remédios no futuro e transferindo antecipadamente renda da indústria farmacêutica milionária para nosso bolso e ainda prevenindo nossa saúde.

Da mesma forma se comprar no sistema de marketing de rede produtos de beleza como cremes para a pele e o corpo ou produtos para o cabelo como xampus, estaremos transferindo renda das indústrias milionárias tradicionais e de todos os intermediários para o nosso bolso.

O mesmo ocorre com produtos de cuidados pessoais como perfumes, creme dental, desodorantes e outros.

Porque comprarmos produtos de limpeza e lavanderia nos supermercados se podemos comprar no sistema de marketing de rede, substituindo os produtos de supermercados e ainda ganhando o que esses intermediários ganhariam. Podemos citar também processadores de água, colchões, etc.

Existe hoje no mundo todo milhares de produtos que são comercializados no sistema de rede e que anteriormente eram somente pelo sistema tradicional.

Esse mesmo conceito é valido para o setor de serviços, como telefonia dominado por grandes grupos, publicidade pela internet, cartões de crédito, turismo, etc. Podemos transferir uma parte dessa renda do mercado tradicional para nosso bolso.

Poderíamos continuar dando muitos outros exemplos, mas o importante é que hoje podemos tomar a decisão de escolher a maioria dos produtos e serviços que utilizamos, através do sistema de marketing de rede.

Essa transferência de renda pode ser feita de forma natural, sem traumas, apenas usando o direito de ser um CONSUMIDOR INTELIGENTE e compartilhar com os outros. É o sistema mais justo e democrático para vivermos bem.

O ideal é que sempre optássemos por produtos no dia a dia fornecidos por empresas de marketing de rede, seria na teoria o melhor dos mundos, mas infelizmente na prática existe uma concorrência predatória entre os próprios componentes do sistema de marketing de rede.

Mas a cada ano aumenta o número de pessoas que descobrem que podem deixar de enriquecer as mesmas empresas do sistema tradicional e ter seu próprio negócio enriquecendo os amigos e conseqüentemente a você mesmo e todos melhorando seu estilo de vida.

Felizmente hoje já somos mais de 100 milhões de pessoas no mundo todo que estão exercendo seu direito natural a uma divisão de renda mais justa através do marketing de rede e não só isso, como compartilhar riqueza.

O exemplo disso é que hoje nos Estados Unidos existem milhares de novos milionários fabricados pelo marketing de rede.

No mundo todo podemos citar países como o Japão, Brasil, Canadá, México, Inglaterra, França, Alemanha, Coréia e poderíamos mencionar mais de 100 países, onde já existem centenas de novos milionários com o marketing de rede.

Estamos falando em milionários, mas o mais importante são os milhões de pessoas que mudaram de estilo de vida no mundo todo. O conceito de milionário é muito relativo, os sonhos têm tamanhos muito variáveis.

Mas isso ainda é muito pouco se compararmos a riqueza concentrada nas mãos de poucos com o que ainda deve ser feito.

Estamos engatinhando, não representamos nem 1% ainda do potencial. Agora com a internet a velocidade de formar novos milionários vai aumentar muito, e já temos sentido isso.

Mas ainda falta muita conscientização da população para o poder que ela tem em decidir mudar e inteligentemente preferir comprar aquilo que lhe paga de volta ou que lhe dá um retorno financeiro participativo.

É isso que tem que ser esclarecido diariamente, mostrar a todos esse poder da união de todos para um fim comum que é a democratização da riqueza do mundo.

Por outro lado o número de empresas de marketing de rede tem aumentado muito no mundo e no Brasil e isso mostra uma nova tendência de prosperidade e uma nova mentalidade empresarial.

Contudo nesse conjunto de novas empresas pela internet, tem surgido pseudo empresários muitas vezes sem ética que travestidos de marketing de rede montam verdadeiras arapucas e levam milhares de pessoas a perderem dinheiro.

É preciso todo cuidado no momento da escolha de uma empresa de marketing de rede para que você realmente ajude outras pessoas a melhorarem de vida e não o contrário onde as pessoas possam perder dinheiro transferindo dinheiro de uns para com os outros sem gerar atividades produtivas de compra e venda de serviços e produtos.

O mais importante é que o marketing de rede é um negócio democrático onde pessoas de todas as raças, níveis de escolaridade, credos, de qualquer idade, com qualquer habilidade possa fazer.

Qualquer um pode compartilhar essa nova forma de redistribuição de renda e ao invés de alguns prosperarem e outros empobrecerem que todos possamos prosperar igualitariamente.

Se o sistema econômico mundial fosse menos capitalista e mais próximo das leis ou das vantagens comparativas do marketing de rede, com certeza teríamos mais paz mundial, mais prosperidade, mais pessoas felizes, menos pobreza e mais igualdade entre as pessoas.

Leia Também…

MANUELDOLIVEIRAFILHO

A Psicologia dos Milionários. Aprenda a pensar como um Milionário

Veja como as pessoas que alcançaram sucesso material têm uma forma de pensar peculiar, e saiba como pensar da mesma forma.

Gerir dinheiro relaciona-se muito mais com psicologia e atitude do que você pensa. Foi o que Napoleon Hill pregou no seu best-seller “Pense e Enriqueça”, de 1937 – o culminar do seu intensivo estudo sobre mais de 500 milionários que alcançaram esse estatuto por esforço próprio.

Publicidade

O milionário Steve Siebold, que alcançou esse estatuto por esforço próprio e que entrevistou 1.200 das mais ricas pessoas do mundo ao longo das últimas três décadas, concorda.

De acordo com o que escreve no seu livro “How Rich People Think” (Como pensam as pessoas ricas) ficar rico tem muitas vezes mais a ver com a atitude do que com o dinheiro – por mais retrógrada que essa afirmação possa soar.

Seguem-se as 21 atitudes dos mais ricos que você pode passar a adotar a partir de hoje.

As pessoas ricas acreditam que a pobreza é a raiz de todos os males.

De acordo com Siebold verifica-se uma certa vergonha no fato de se “ficar rico” no seio de comunidades de baixo rendimento. Escreve: “O indivíduo de classe média sofreu uma lavagem cerebral para acreditar que as pessoas ricas ou têm sorte ou são desonestas.” Acrescenta: “A classe alta sabe que ter dinheiro não seja garantia de felicidade ou mesmo torna a vida mais fácil e mais agradável.” As pessoas ricas consideram o egoísmo uma virtude … Enquanto que a maioria das pessoas considera o egoísmo um vício. “Os ricos procuram tornar-se felizes. Não fingem que querem salvar o mundo.” – Avançou Siebold ao Business Insider.

O problema é que a população de classe média considera-o como algo negativo – e isso mantém-na pobre. Escreve. “Se você não tomar conta de si próprio não se encontra em posição de ajudar seja quem for. Você não pode dar aquilo que não tem.”

Os indivíduos ricos têm uma mentalidade orientada para a ação … Enquanto que a maioria das pessoas têm uma mentalidade orientada para a loteria. “Enquanto que as massas esperam escolher os números certos e rezam por prosperidade – os grandes resolvem problemas.” – Escreveu Siebold. “O herói pelo qual [a maioria das pessoas] esperam é talvez Deus, o governo, o seu chefe ou o seu cônjuge. É o nível de raciocínio da maioria das pessoas que gera esta abordagem em relação à vida – enquanto o relógio continua a avançar.

” As pessoas ricas acreditam na aquisição de conhecimentos específicos … Enquanto que a maioria das pessoas acredita que o caminho para a riqueza é pavimentado pela educação formal. “Muitos indivíduos de classe alta têm pouca educação formal e acumularam a sua riqueza através da aquisição e posterior venda de conhecimento específico.” – Escreve Siebold. “Enquanto isso, as massas estão convencidas que os graus de mestre e doutor são o caminho para a riqueza – muito porque se encontram presos na linha de pensamento linear que os afasta de níveis mais elevados de consciência…

Os ricos não estão interessados nos meios, apenas nos fins.” As pessoas ricas sonham com o futuro … Enquanto que a maioria das pessoas relembra os bons velhos tempos.

“As pessoas que acreditam que os seus melhores dias estão para trás raramente ficam ricas – e muitas vezes lutam com situações de infelicidade e depressão.” – escreveu Siebold. “Os milionários, que atingem esse estatuto através de esforço próprio, chegam a ricos pois estão dispostos a apostar em si próprios e a projetar os seus sonhos, objetivos e ideias num futuro desconhecido.

” As pessoas ricas pensam no dinheiro de forma lógica … Enquanto que a maioria das pessoas vê o dinheiro através dos olhos da emoção. “Uma pessoa inteligente, bem-educada e bem-sucedida pode transformar-se instantaneamente num pensador baseado no medo e orientado para a escassez cuja principal aspiração financeira passa por uma reforma confortável.” – Escreveu Siebold.

“A classe alta vê o dinheiro pelo que é e pelo que não é – através dos olhos da lógica. Sabe que o dinheiro é uma ferramenta crítica que apresenta opções e oportunidades.”

As pessoas ricas seguem a sua paixão … Enquanto que a maioria das pessoas ganha dinheiro fazendo coisas que não gosta. “Para a população média parece que os ricos  trabalhando a toda a hora.” – Avançou Siebold.

“Mas uma das estratégias mais inteligentes destes últimos é que fazem precisamente aquilo de que gostam e encontram uma forma de serem pagos por isso.” Por outro lado, os membros da classe média aceitam empregos de que não gostam “pois precisam do dinheiro, e foram ensinados na escola – e condicionados pela sociedade – a viverem num mundo com uma forma de pensamento linear, que iguala o ganhar dinheiro ao esforço mental ou físico.

” As pessoas ricas estão à altura do desafio … Enquanto que a maioria das pessoas define baixas expetativas para nunca ficarem desapontadas. “Os psicólogos e outros peritos em saúde mental aconselham, muitas vezes, as pessoas a definirem baixas expetativas para a sua vida – para garantirem que não se desiludam.” – Escreve Siebold.

No entanto, diz “Nunca ninguém chegará a rico ou viverá os seus sonhos sem grandes expectativas.

” As pessoas ricas utilizam o dinheiro de outras pessoas … Enquanto que a maioria das pessoas acredita que precisa de dinheiro para ganhar dinheiro. Siebold afirma que os ricos não têm medo de financiar o seu futuro a partir dos bolsos de outras pessoas. Escreve: “As pessoas ricas sabem que não é relevante não ter a necessária solvência para comportar, pessoalmente, determinado investimento. A verdadeira questão é ‘Vale a pena comprar, investir ou perseguir isto?.”

” As pessoas ricas sabem que os mercados são movidos pela emoção e pela ganância … Enquanto que a maioria das pessoas acredita que são movidos pela lógica e pela estratégia.

“Os ricos sabem que as emoções primárias que movem os mercados financeiros são o medo e a ganância e contam com esses fatores em todos os negócios e tendências que observam.” – Escreve Siebold.

“Este conhecimento da natureza humana e do seu impacto de sobreposição sobre a negociação dá-lhes vantagem estratégica na construção de maior riqueza através da alavancagem.

” As pessoas ricas ensinam os seus filhos a ficarem ricos … Enquanto que a maioria das pessoas ensina os seus filhos a sobreviver. Segundo Siebold, os pais ricos ensinam os seus filhos, desde tenra idade, sobre o mundo dos ricos e dos pobres. Apesar de muitos argumentarem que apoia a ideia de elitismo – Siebold discorda.

“[As pessoas] dizem que os pais estão a ensinar os seus filhos a olharem para as massas, que são pobres. Isto não é verdade.” – Escreve. “O que estão a ensinar aos seus filhos é que vejam o mundo através dos olhos da realidade objetiva – a forma como a sociedade realmente é.

” As pessoas ricas encontram paz de espírito na riqueza … Enquanto que a maioria das pessoas deixa que o dinheiro as afete. A razão pela qual as pessoas ricas ganham mais é que as mesmas não têm medo de admitir que o dinheiro pode resolver a maioria dos problemas, diz Siebold.

“[A classe média] vê o dinheiro como um mal necessário interminável e que deve ser suportado como parte da vida. A classe alta vê o dinheiro como o grande libertador – que, quando suficiente, permite comprar a paz de espírito financeira.

” As pessoas ricas preferem ser educadas do que entretidas … Enquanto que a maioria das pessoas prefere divertir-se a ser educado. Apesar de os ricos não colocarem muito esforço na promoção da riqueza através de educação formal acabam por apreciar o poder da aprendizagem até muito depois da faculdade ter terminado, explica Siebold.

“Entre na casa de uma pessoa rica e uma das primeiras coisas que irá ver é uma extensa biblioteca de livros que a mesma utilizou para se educar a si própria – relativamente a como tornar-se melhor sucedida.” – Escreve.

“A classe média lê romances, tabloides e revistas de entretenimento.” As pessoas ricas só se querem cercar de pessoas com a mesma atitude … Enquanto que a maioria das pessoas considera os ricos snobes. A mentalidade negativa que envenena a classe média é o que faz com que os ricos se deem com ricos, afirma Siebold.

“[As pessoas ricas] não conseguem lidar com as mensagens de tristeza e melancolia.” – Escreve. “Isto é muitas vezes mal interpretado pelas massas como snobismo. Rotular a classe alta como snob é outra forma que a classe média encontra para se sentir bem consigo própria e com o caminho de mediocridade escolhido.

” As pessoas ricas concentram-se em ganhar dinheiro … Enquanto que a maioria das pessoas se foca em poupar dinheiro. Siebold teoriza que as pessoas ricas se focam mais no que irão ganhar com a tomada de riscos do que em poupar aquilo que têm.

“As massas estão tão focadas em cortar cupões e viver frugalmente que perdem a maioria das oportunidades.” – Escreve. “Mesmo no meio de uma crise de fluxo de caixa os ricos rejeitam a forma de pensar das massas. São mestres a concentrar a sua energia mental onde a mesma pertence: no dinheiro.

” As pessoas ricas sabem quando assumir riscos … Enquanto que a maioria das pessoas joga pelo seguro com o dinheiro. “A alavancagem é a palavra de ordem dos ricos.” – Escreve Siebold. “Todos os investidores perdem dinheiro em determinada ocasião mas a classe alta sabe que não importa o que aconteça será sempre capaz de ganhar mais.

” As pessoas ricas encontram conforto na incerteza … Enquanto que a maioria das pessoas quer estar confortável. “O conforto físico, psicológico e emocional é o principal objetivo da atitude da classe média.” – Escreve Siebold.

“A classe alta aprende desde cedo que chegar a milionário não é fácil e que a necessidade de conforto pode ser devastadora. Aprendem a estar confortáveis num estado de incerteza constante.” As pessoas ricas esperam ganhar mais dinheiro … Enquanto a maioria das pessoas espera ter de continuar a lutar. “Não ouça os pessimistas que lhe dizem que a vida é suposto ser uma luta e que você deve assentar e agradecer o que tem.” – Escreve Siebold no Business Insider. Você tem de pensar em grande. Porque não um milhão de dólares?

As pessoas ricas estão obcecadas com o sucesso … Enquanto que a maioria das pessoas acredita que a obsessão é uma palavra má. “A verdade é que as pessoas ricas têm uma obsessão saudável com conseguirem o que querem, o que inclui o dinheiro.” – Escreve Siebold.

“Os mais ricos veem os negócios e a vida como um jogo, e é um jogo que adoram vencer.” Pense naquilo que quer e como é que o irá obter exatamente – Aconselha Siebold. Será necessário um certo nível de disciplina para “ganhar”. As pessoas ricas veem o dinheiro como um amigo … Enquanto que a maioria das pessoas o vê como inimigo.

“A maioria das pessoas tem uma relação disfuncional, conflituosa, com o dinheiro. Afinal de contas somos ensinados que o dinheiro é escasso – difícil de ganhar e ainda mais difícil de manter.” – Escreve Siebold.

“Se você quiser começar a atrair dinheiro pare de vê-lo como seu inimigo e pense no mesmo como um dos seus maiores aliados. É um amigo que tem o poder de acabar com noites sem dormir por preocupação e dor física e que pode salvar a sua vida. Os mais ricos veem o dinheiro como um amigo especial que os pode ajudar de formas que nenhum outro amigo pode – e estes sentimentos positivos levam-nos a construir uma relação mais forte todos os dias.”

As pessoas ricas sabem que você pode ter tudo … Enquanto que a maioria das pessoas acredita que têm de escolher entre uma grande família ou ser rico. A ideia de que a riqueza deve surgir em detrimento do tempo com a família não é nada mais do que um pretexto – afirma Siebold.

“As massas foram alvo de lavagem cerebral para acreditarem que ou é um ou outro.” – Escreve. “Os mais ricos sabem que você pode ter tudo o que quiser se encarar o desafio com uma atitude baseada no amor e na abundância.”

Leia Também…

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Os 8 hábitos de milionários que você pode imitar

Não deixe de ler essas dicas de estudiosos da vida de milionários para entender os hábitos simples e inspiradores que necessita ter.

 

Qual será a fórmula mágica dos milionários para enriquecer? Temos uma notícia decepcionante: não existe uma. Mas seus hábitos podem ser bem mais instigantes do que apenas trabalhar muito, gastar menos e investir.

Estas dicas não são conselhos que vão torná-lo um milionário imediatamente, mas eles podem motivar a repensar se seu cotidiano está contribuindo para o seu enriquecimento financeiro e pessoal.

1. Ficar sozinho

Passar alguns minutos do dia sozinho, apenas com a companhia dos seus pensamentos, é um hábito dos ricos, segundo um dos principais estudiosos sobre o assunto no mundo, Thomas Corley.

“Pensar é a chave para o sucesso”, escreve Corley.Todos os dias, os milionários passam algum tempo fazendo brainstorm consigo mesmos sobre muitas coisas.”

Corley não foi o único a apontar esse hábito como recorrente entre os milionários. Um estudo norte-americano publicado este ano pela Universidade Emory em parceria com a Universidade de Minnesota mostrou que pessoas ricas nos Estados Unidos passam menos tempo em eventos sociais do que as pessoas quem têm menos dinheiro.

“O acesso ao dinheiro está relacionado a menos tempo ou a menos interesse para ficar com os outros”, explicou o co-autor do estudo, Emily Bianchi, à revista The Atlantic.

2. Buscar autoconhecimento

Ficar mais tempo sozinho pode estar relacionado ao autoconhecimento.

“Ficar consigo mesmo é uma forma de entender o seu propósito em vez de deixar a vida levar. Quando você não tem objetivos, sejam financeiros ou pessoais, não segue um caminho para realizá-los e qualquer caminho serve”, explica o educador financeiro Rafael Seabra, autor do livro Quero ficar rico.

Entender o que você quer e o que importa para você é um passo importante para controlar os gastos e tomar decisões financeiras com um foco.

3. Ler muito

Os ricos preferem “ser educados do que entretidos”, como escreve Thomas Corley. Em seu estudo, ele observou que a maioria dos milionários dedicava no mínimo meia hora ou mais do seu dia para ler sobre algo novo.

Entre os livros preferidos dos ricos, estão os de história, as biografias de pessoas bem-sucedidas e os de autoajuda.

O hábito da leitura na infância também pode ser um indicativo de sucesso financeiro no futuro, como mostrou uma pesquisa italiana realizada pela Universidade de Pádua e divulgada na revista científica The Economic Journal. Crianças que leem livros durante a infância são capazes de ter mais dinheiro na vida adulta.

“Conhecimento é poder em potencial”, explica o educador financeiro Rafael Seabra. Além de fornecer conhecimento, o hábito da leitura também contribui para aprimorar a capacidade de comunicação, o que é essencial para enriquecer, segundo ele.

4. Planejar a rotina

Foco e concentração são caraterísticas comuns de milinários, como observa a coach de alta performance Paula Abreu. “Todos os milionários e até bilionários que eu conheço têm uma rotina matinal, que pode incluir meditação, respiração, leituras inspiradoras e o hábito de escrever”, observa.

Planejar o dia logo na primeira hora e estabelecer três prioridades aumenta a produtividade e evita distrações.

5. Praticar exercícios físicos

Outro hábito rigoroso que deve ser incluído na rotina é a prática de exercícios físicos.

Como observou Thomas Corley em seu estudo, a maioria dos milionários pratica exercícios aeróbicos por, no mínimo, 30 minutos por dia. O exercício físico está relacionado ao preparo do corpo e da mente para ter produtividade.

6. Se permitir sair da rotina

Nem tanto ao céu, nem tanto à terra. Já ouviu esse ditado? Se por um lado é importantíssimo seguir uma rotina planejada, por outro, também é importante fugir dela de vez em quando. Bill Gates, por exemplo, é conhecido por ficar semanas inacessível, fora do radar.

Boas ideias de como ganhar dinheiro surgem no tempo livre, quando as pessoas saem da rotina.

7. Listar objetivos

Perseguir os próprios objetivos traz felicidade no longo prazo e resulta em acumulação de riqueza, segundo especialistas. Quando se tem sonhos, ganhar dinheiro é só um meio para atingí-los e tornar a vida mais estimulante.

“A razão número um pela qual a maioria das pessoas não consegue o que quer é que elas não sabem o que querem “, escreve Harv Eker no best-seller Os segredos da mente milionária.

Como observa a coach Paula Abreu, pessoas ricas sabem onde gostariam de estar daqui 10 ou 20 anos, “enquanto a maioria não sabe nem o que quer até o fim do ano”.

8. Praticar gratidão

Isso não significa apenas acrescentar a hashtag #gratidão em suas fotos nas redes sociais, mas criar de um hábito verdadeiro de listar, no fim de cada dia, o que você aprendeu ou pelo que é grato.

Popularizada por Oprah Winfrey, a prática da gratidão é, de fato, produtiva, segundo a coach Paula Abreu. Ela ajuda a ter uma visão positiva sobre a vida, o que contribui para alcançar objetivos, enxergando desafios em vez de problemas.

Leia Também…

MANUELDOLIVEIRAFILHO

CONHEÇA OS CARROS MAIS CAROS DO MUNDO

A Forbes divulgou a lista dos carros mais caros do mundo de 2017.
Apenas oito destes podem ser vistos no Brasil, desfilando por aí.
Escolha seu carro dos sonhos. Copie a imagem. Coloque em todos os lugares que puder. E trabalhe pra desfilar o seu por aí.

 

Apolo Arrow

Gumpert é a marca alemã que teve uma mudança em sua denominação e passou a ser chamada de Apollo. Para continuar competindo no ramo dos carros de luxo, fabricou o Apollo Arrow, com um valor estimado de 1,1 milhão de dólares.

Possui um motor V8 de 4.0 litros , um turbo duplo que atinge 1.000 cavalos de potência e está habilitado para uso na cidade, embora sua alta velocidade também permita que atue em corridas.

 

Mazzanti Evantra Millecavalli

Uma das características deste super esportivo está escondida em seu nome. “Millecavalli” significa mil cavalos em italiano, o que indica a potência do veículo. Este carro, juntamente com apenas outros 24 exemplares idênticos a ele, é feito de aço, molibdênio e fibra de carbono.

Tendo em conta os materiais que foram utilizados para fazê-lo, a quantidade de horas necessárias para produzi-lo, a empresa fabricante e o pequeno número de unidades, seu valor foi fixado em 1,2 milhão de dólares.

 

Nio EP9

Este carro que foi fabricado na China destaca-se por seu poder de 1360 cavalos e seu preço de 1 milhão e 105 mil euros. É também aquele com o recorde de volta mais rápida no Circuito das Américas em Austin, Texas, com a peculiaridade de que o recorde foi batido sem um motorista.

Foi apresentado em novembro de 2016 em Londres e possui um sistema elétrico. Em maio de 2017, ele fez o famoso circuito de Nurburgring na Alemanha em 6 minutos, 45 segundos e 9 milésimos.

 

Hennessey Venom GT Spyder WRE

Em abril de 2016, o Hennessey Venom GT Spyder WRE enfrentou uma batalha contra o Bugatti pelo recorde de velocidade em uma única noite de produção. Pouco depois, lançou esse modelo conversível que foi o mais rápido do mundo chegando a 427,44 quilômetros por hora.

Por chegar a esta velocidade é considerado um super esportivo. Além disso, à nível estrutural tem reforços no pára-brisa e um santantonio na parte traseira semelhante à das competições. A sua produção foi limitada a 3 unidades. Seu preço? 1,3 milhão de dólares.

 

NextEV Hypercar

O carro em questão foi fabricado pela marca chinesa NextEV que participa da nova categoria de corrida, a fórmula E. Este hipercarro foi lançado para venda em 2017, exclusivamente para o mercado chinês.

Algumas de suas características são que ele acelera de 0 a 100 quilômetros por hora em 2,7 segundos e atinge uma velocidade máxima de 312 quilômetros por hora. O sistema de propulsão que ele tem equivale a 1.340 cavalos de potência por megawatt de energia que produz. Seu custo é de 1,31 milhão de dólares.

 

Maybach Landaulet

É o sedã mais caro do mercado, pelos 1,38 milhão que custa. Apenas ao vê-lo, e sem saber suas capacidades, destaca-se sua classe e luxo. Um teto completamente retrátil na parte traseira do carro é uma das características mais destacadas.

Possui uma geladeira para que os passageiros se sirvam e desfrutem de um conforto incrível. O motor bi-turbo V12 pode acelerar de 0 a 100 quilômetros por hora em 5,2 segundos.

 

Arash AF10 Hybrid

O preço de 1,5 milhão de dólares deste Arash AF10 Hybridse baseia-se nos cinco motores que possui, V8 de 6,2 litros e uma potência de 900 cavalos de força. Além disso, cada roda tem um motor elétrico de 1180 cavalos de potência que serve para superar os 320 quilômetros por hora em sua velocidade máxima.

O super esportivo foi lançado em fevereiro de 2016 no salão do automóvel de Genebra, oito anos após o modelo base Arash AF10.

 

Koenigsegg Agera S

A empresa suíça que tem vários carros com características únicas que também se destacam pelo seu valor no mercado lançou este veículo que ultrapassa mil cavalos de potência. Equipado com um turbo duplo e um motor V8 de 5.0 litros que pode acelerar de 0 a 62 milhas em 2,9 segundos.

Além disso, atinge 188 milhas em menos de 23 segundos. Isso também é verdade, uma vez que pode ser comprado por uma respeitável soma de 1,52 milhão de dólares.

 

Aston Martin One-77

O Aston Martin One-77 é um dos carros mais exclusivos do mundo. Só foi produzido entre 2009 e 2012 em apenas 77 ocasiões, daí o seu nome. A integração que apresenta entre a leveza com fibra de carbono, seu interior de couro e o DNA esportivo da marca britânica levam esse espécime para outro nível. Seu valor é de 1,6 milhão de dólares.

O design radical que lhe dá elegância e detalhes agressivos confere personalidade a este carro. Foi apresentado pela primeira vez na exposição do Salão de Genebra em março de 2009. É muito parecido com um tipo de míssil sobre rodas, uma representação do poder que significa este super esportivo.

 

Zenvo TS1

1,6 milhões de euros em cada unidade da marca dinamarquesa Zenvo Automotive. A primeira vez que foi exposto ao público foi no Salão de Genebra no ano de 2016 e foi designado como o sucessor do super esportivo Zenvo ST1, que custou 1 milhão de euros.

Esta nova versão possui um motor V8 de 5,2 litros com sobrealimentação. Sua potência varia de 650 a 1.000 CV, dependendo do modo de direção escolhido. A maior parte do chassi é de fibra de carbono para diminuir o peso e ganhar aerodinâmica. O “S” na denominação refere-se a Sleipnir, o cavalo montado por Odin na mitologia nórdica e considerado o mais rápido.

 

Koenigsegg Agera R

Novamente, a fabricante sueca está presente com o novo modelo “R” do Agera. O que é notável é que ele disputa palmo a palmo com a Ferrari e o Lamborghini entre os carros mais rápidos do mundo, tendo um nome muito menos reconhecido.

Um motor V8 de 5.0 litros e 1,140 cavalos de potência, um rugido único do motor único, 100 Km/h em 2,8 segundos e uma velocidade máxima de 273 milhas por hora são as qualidades deste carro de 1,6 milhão de dólares.

 

SCG 003S

O Salão de Genebra testemunhou a Scuderia Cameron Glickenhaus (SCG) que apresentou a versão de rua deste carro. Cada unidade deste carro contém 811 cavalos de potência.

O preço do mesmo chega a 1,66 milhão de euros, valor muito alto para o homem comum, ainda que esse preço exasperante seja compreensível quando há apenas 3 que estão circulando pelo planeta.

 

Fenyr Supersport

O preço de 1,67 milhão de euros pago pelos poucos que puderam comprar este modelo de Fenyr, assim chamado por causa do mitológico lobo agressivo, explica-se por sua mecânica de 4,0 V6 de 900 CV. Este veículo pode atingir 400 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em 2,7 segundos.

Apresentado no Salão de Dubai em 2015, o Fenyr Supersport foi criado por Ralph Debbas, ex-participante da marca Aston Martin, que fabricou pouco mais de 40 unidades. O chassi é feito de alumínio, ao contrário do resto da carroceria, que é exclusivamente de fibra de carbono.

 

Lamborghini Centenario

Como se verá ao longo desta lista de carros de luxo, muitos deles nascem da iniciativa de celebração por algum evento. O caso do Lamborghini Centenario é pelos 100 anos de Ferruccio Lamborghini, fundador e fabricante de automóveis e tratores nos anos de 1920.

Este espécime tem um motor V12 de 6,5 litros e 760 CV de potência com um valor de 1,75 milhão de euros. É o modelo mais potente da fábrica italiana, do qual foram produzidas apenas 40 unidades. Além de basear-se no Lamborghini Aventador, ele tem tração nas quatro rodas e uma aceleração de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. Sua velocidade máxima é superior aos 350 km/h.

 

Koenigsegg One:1

Por 2 milhões de dólares, esta cápsula de velocidade pode ser sua, exceto, é claro, que é uma edição limitada. O One: 1 é baseado no Agera R , um super esportivo do mesmo fabricante sueco que estreou em 2011.

O nome deste carro baseia-se no fato de que seu peso é equivalente aos cavalos de potência que ele contém. Único. 1.340 quilogramas que equivalem a 1.340 cavalos de potência para movê-lo a 273 milhas por hora. Existem apenas seis que estão em funcionamento no mundo. Este é um dos transportes sobre rodas mais rápidos que já foram fabricados. Seu quadro, muito semelhante ao de um Fórmula 1, é feito da famosa fibra de carbono.

 

Ferrari 599XX

Passando agora aos últimos carros mais valorizados no mercado mundial, encontramos o Ferrari 599XX. Existem apenas 29 pessoas que podem desfrutar de conduzir este veículo sendo de sua própria propriedade e, de fato, pessoas muito ricas pelo seu valor de 2 milhões de dólares.

720 cavalos de potência movem este veículo com seu motor V12 de 6,0 litros. O super esportivo acelera de 0 a 100 quilômetros por hora em menos de 2,9 segundos, embora tenha um ponto limitado de 196 milhas por hora.

 

Koenigsegg Regera

A fabricante sueca retorna para aparecer na lista com o Regera. O motor turbo duplo V8 de 5.0-litros e uma bateria de 4,5 kilowatts-hora gera 1.500 cavalos para alcançar seu máximo. Seu peso é mínimo, 3.240 libras e em 2.8 segundos atinge 60 milhas por hora. Este é um carro com propulsão alternativa. Por ser híbrido tem um preço de 2 milhões de dólares.

Os estudos das centrais de Koenigsegg revelaram que essa besta atinge 186 milhas por hora em 10,9 segundos e 248 milhas por hora em 20 segundos. Este modelo levanta uma pergunta: para que ir mais rápido?

 

Koenigsegg CCXR

Antes que o modelo de Trevita chegasse ao mercado, seu valor aumentou significativamente, o último expoente do Koenigsegg CCXR foi o base que custava 2,17 milhões de dólares. Possui um motor de alumínio de 4,8 litros que produz 1018 cavalos de potência.

Os suecos construíram esta beleza do veículo que atinge 62 milhas em 2,9 segundos. O que mais se destaca em seu deslocamento é a aderência ao asfalto, independentemente das condições climáticas.

 

Lamborghini Sesto Elemento

Os Lambos costumam fanatizar o público que consome automobilismo. Não só aqueles que veem corridas, mas a sociedade em geral. Há algo em seu nome que atrai, além de seus modelos sedutores.

O valor de 2,2 milhões é devido à obra-prima feita de uma fibra de carbono especial, em conjunto com o motor V10 de 570 cavalos de potência e aceleração de 0 a 100 quilômetros por hora em 2,6 segundos. Sua velocidade máxima é de 217 milhas.

 

Aston Martin Vulcan

O Vulcan é um dos modelos mais radicais que já saíram das fábricas da marca Aston Martin. A exclusividade fornecida pela empresa britânica com base em Gaydon Warwickshire é por ter feito uma produção limitada a 24 exemplares.

Este super esportivo com motor a gasolina V12 7.0 800 cv tem um custo de 2,3 milhões de euros. Seu peso de 1.360 kg é dividido em vários materiais: fibra de carbono, titânio, alumínio e aço. O típico modelo Aston Martin com uma grelha dianteira de dois metros que está a poucos centímetros do chão também faz parte deste Vulcan.

 

Ferrari F60 América

O custo desse veículo com um centro de gravidade realmente baixo é de 2,5 milhões de dólares. A fabricação deste exemplar foi com o propósito de celebrar os 60 anos da Ferrari nos Estados Unidos. Sua produção não foi em massa, apenas 10 unidades foram distribuídas pelo planeta.

A origem da sua carroceria é a F12Berlinetta. Pelo sentido de sua criação, carrega em seu interior as cores azul, vermelha e branca, da bandeira dos Estados Unidos. O detalhe mais notório está em seus assentos. Em contraste com o seu impressionante exterior, no interior possui um motor V12 de 740 cavalos de potência. Essa potência leva essa preciosidade de 0 a 60 milhas por hora em 3.1 segundos.

 

Bugatti Chiron

O Chiron é a forma evoluída do Bugatti Veyron. No ambiente do automobilismo, colocaram a barra muito alto após o aparecimento do Veyron, mas com o surgimento do Chiron ficaram chocados porque acreditavam que a linhagem sucumbiria no modelo anterior.

Seu valor de 2,5 milhões de dólares se reflete em suas características extremamente desportivas. 1.500 cavalos de potência produzidos por seu motor W16 de 8.0 litros e uma injeção que faz chegar a 60 milhas por hora em 2,5 segundos. Não só tem uma carroceria esportiva, mas também corre como uma. Não é o carro mais rápido do mundo, embora chegue a 261 milhas por hora (420 quilômetros por hora).

 

Ken Okuyuma Kode57

A história de Ken Okuyuma é muito particular. Ele, que nomeou o carro com seu nome, é a pessoa que projetou o design lendário da Ferrari Enzo. Sua decisão de formar sua própria empresa está lhe dando os retornos esperados.

Ele projetou este carro além do Maserati Quattroporte. Com o Kode57 ele se superou ao apresentar este super esportivo. Possui um motor V12, que gera 600 cavalos de potência e custa 2,3 milhões de euros.

 

Icona Vulcano Titanium

A fabricante AIcona, que tem suas raízes em Turim, Itália, disputa com as principais marcas de automóveis para posicionar na lista uma das suas mais recentes criações, o Titanium Vulcan . É um super esportivo que usa titânio, como o próprio nome diz, como o material principal e não a fibra de carbono ou alumínio, como a maioria dos outros carros.

Este é um carro de alto desempenho que usa um motor a gasolina V8 de 6,2 litros e 670 CV de potência. O preço de 2,4 milhões de euros é baixo em comparação com muitos modelos mais caros, mas ele consegue estar entre os mais caros.

 

Bugatti Veyron Grand Sport Vitesse

2,5 milhões de dólares é o preço de mercado deste Bugatti. A montadora francesa projetou este veículo de 1200 cavalos de potência com 16 cilindros e 8 litros. Sua aceleração é de 0 a 62 milhas em 2,6 segundos, enquanto sua velocidade máxima é de 255,5 milhas.

Está catalogado como um “Roadster” e fez parte do crescimento exponencial da marca Bugatti desde o lançamento do Veyron em 2005. Está catalogado como um “Roadster” e faz parte do crescimento exponencial da marca Bugatti desde o lançamento do Veyron em 2005.

 

Pagani Huayra BC

O Huayra BC brilha com seu modelo estético muito impressionante. Suas curvas o tornam muito semelhante a um carro de corrida. Possui um motor V12 de origem AMG,o preparador de carros que modificava carros Mecedes Benz. Este modelo BC, que foi apresentado no Salão de Genebra em 2016, é mais leve e, portanto, atinge maior velocidade. Seu custo atinge 2,6 milhões de dólares.

 

Bugatti Vision Gran Turismo

A forma do design que mostra ao andar o assemelha a um carro de videogame. Este protótipo é semelhante ao Bugatti Veyron feito de fibra de carbono, alumínio e borracha que foi apresentado no salão de Frankfurt em 2015.

O carro foi elaborado com a participação do Grupo Volkswagen entre tantos outros participantes. Poderia superar os 400 quilômetros por hora que a marca buscava para superar o Veyron. Seu valor é de 3 milhões de dólares.

 

Ferrari J50

O design a´presentado pela marca criada anos atrás por Enzo Ferrari foi baseado no modelo 488. Este novo J50 vem com um motor V8 de 3,9 litros e 700 cavalos de potência. Como sempre, o design da Ferrari ganha todas as atenções em quase todos os salões de exposições de automóveis. Apenas 10 unidades foram fabricadas, o que fez chegar seu valor a 3 milhões de dólares.

 

Mercedes-AMG R50

Este veículo foi lançado como uma homenagem aos 50 anos de AMG, o preparador de carro que se juntou à Mercedes em seus inícios. É inspirado por um modelo de Fórmula 1 e pode alcançar os 1.300 CV de potência graças aos três motores que possui, dois elétricos e um de combustão.

A ideia é que o peso, a aerodinâmica e a tecnologia que vem da Fórmula 1 sejam protagonistas deste exemplar. Em outras palavras, é um carro de rua com um motor V6 de competição F1. Além de hiper-singular é hiper-caro, tem um custo de 2,7 milhões de euros.

 

Ferrari Pininfarina Sergio

Este modelo da famosa marca italiana tem um custo de pelo menos 3 milhões de dólares. A partir desta base e se você quiser fazer alguns retoques que o individualizem ainda mais, seu preço pode aumentar consideravelmente. Ainda que o Ferrari Sergio não seja o carro mais caro nesta lista, é um dos mais procurados no mundo.

O preço desse modelo deve-se a que seu número é limitado. Somente seis unidades foram feitas deste carro que é puro estilo. O modelo básico deste carro é uma Ferrari 458 Spider, mas com uma nova carroceria e interior. A diferença com o Spider é que é mais rápido por ser mais leve e por seus 562 cavalos de potência. O curioso sobre esse modelo e o que o torna ainda mais exótico é que o fabricante escolhia os compradores e não o contrário, como costuma acontecer.

 

Bugatti Veyron Mansory Vivere Edição limitada

Este desportivo surgiu no mercado como Messi no ambiente de futebol, maravilhando a todos. Que o Veyron seja a edição da linha Mansory Vivere transforma-o em um dos carros mais rápidos do mundo, e dos mais caros também por seus 3,4 milhões de dólares.

1.200 cavalos de potência é o que gera essa mistura de fibra de carbono em sua maior parte, combinada com luzes LED e aerodinâmica impecável. A cabine e a grade dianteira redesenhadas adicionam um toque extra de personalidade. Por que é um dos mais rápidos? Alcança 254 milhas por hora (409 quilômetros por hora).

 

W Motors Lykan Hypersport

Este modelo talvez seja o mais parecido com o célebre batmóvel do Batman que você poderá ver. Este supercarro desempenhou um papel em um filme. Como não poderia ser de outra forma, apareceu em Fast and Furious 7. A franquia Lykan Hypersport está qualificada para fazer modelos exóticos e criações únicas por encomenda para aqueles que podem pagar, obviamente, como esse que tem um custo de 3,4 milhões de dólares.

Os faróis deste carro têm jóias incrustadas. Outro detalhe que dá personalidade ao Hypersport são as portas que se abrem no modo de tesoura e um interior de filme. Quanto ao seu motor, ele tem 770 cavalos de potência. Em 2,8 segundos ele chega a 62 milhas por hora e sua velocidade máxima é de 240 milhas por hora.

 

McLaren P1 LM

A potência que atinge esse exemplar é de 1.000 CV. É mais leve que o McLaren P1 GTR e tem um preço de venda de 3,3 milhões de euros. Este modelo é um híbrido que é habilitado para transitar nas estradas graças a Lanzante Motrosport que acompanha o nome do mesmo com a sigla LM.

Este McLaren tem uma dupla fuga de competição e no interior tem um volante inspirado na Fórmula 1, o mesmo com o qual Lewis Hamilton foi campeão em 2008. Apenas 24 unidades foram feitas, o que torna sua exclusividade um ponto forte. Seus mil cavalos de potência devem-se ao seu motor V8 biturbo de 3,8 unido à assistência elétrica.

 

Ferrari LaFerrari Aperta

A versão conversível da LaFerrari foi vendida antes de começar sua fabricação. Eles estavam à venda por 3,4 milhões de euros. Este valor será alcançado se você levar em consideração todas as opções extras disponíveis que podem ser adicionadas a este modelo.

A tecnologia híbrida assume esse carro que possui 963 cv de potência neste recurso de cupê. A produção deste protótipo, que possui um teto conversível formado por duas peças de fibra de carbono armazenados sob o capô dianteiro, não excedeu cem unidades no mercado. Ele atinge 350 quilômetros por hora e é o carro mais poderoso que a Ferrari já fez.

 

Aston Martin – Red Bull 001

Este novo exemplar da montadora britânica tenta unir os carros de rua com os carros de corrida. É por isso que a Aston Martin juntou-se à bem-sucedida equipe de Fórmula 1, Red Bull. Ao unir seus conhecimentos nos diferentes campos é que conseguiram dar vida a esse novo design.

O motor dessa fusão de intenções será um propulsor V12 atmosférico, juntamente com a tecnologia do campo das corridas profissionais. Alguns dos detalhes extrapolados para este carro são os sistemas de recuperação de energia, o KERS. Não são mais de 150 unidades produzidas deste carro que custa 3,5 milhões de euros.

 

Aston Martin Valkyrie

A ideia de lançar este carro nasceu de uma fusão de trabalho entre a fabricante de automóveis inglesa Aston Martin e a equipe da Fórmula 1 Red Bull Racing. A proposta, que se adaptou perfeitamente, era implementar um design de carros de corrida em um carro para uso diário. É por isso que se encontram elementos de carros de corrida e de competição mundial superior nele. Como um motor V12 de 6,5 litros que, entre outras coisas, dá-lhe um valor de 3,9 milhões de euros.

 

Lamborghini Veneno

Alguém pagaria 4,5 milhões para comprar um veneno? Este Lambo definitivamente vale a pena. A primeira coisa que se destaca deste modelo incrível são as marcas que simbolizam a bandeira italiana, a origem do seu automóvel. O modelo Veneno não é mais do que a origem do Aventador, mas modificado. Como a Ferrari F60 America, este protótipo foi fabricado para a celebração de 50 anos de Lamborghini.

A carruagem deste espécime é incrivelmente impressionante com curvas surpreendentes na parte frontal. Possui um motor V12 com 740 cavalos de potência que em 2.9 segundos consegue ir de 0 a 60 milhas por hora.

 

Koenigsegg CCXR Trevita

Este expoente é o carro mais rápido que você pode obter hoje neste mundo, mesmo que não pareça deste planeta. O Trevita tem 1.004 cavalos de potência que o leva ao topo pelo motor V8 de 4.8 litros. É simplesmente o carro mais rápido que existe na rua.

O toque que também o torna um dos mais caros é que parte do seu quadro é feita de diamantes. A montadora sueca produziu para este estereótipo um novo acabamento exterior chamado Koenigsegg Propietary Diamond Wave. Seu nome é baseado no fato de que a fibra de carbono a partir da qual este carro é criado é coberta de poeira de diamante.

 

Maybach Exelero

O Exelero tem a especialidade de que é único. Não por causa das características do motor, ou do design ou de qualquer funcionalidade específica que este carro possui, mas realmente há apenas um em todo o planeta.

A empresa alemã apenas montou uma unidade devido ao alto preço de seu desenvolvimento. O produtor multimilionário Bryan “Birdman” Williams, que também é um cantor de hip hop, foi quem comprou esse veículo que não será visto dirigido por outra pessoa. O Maybach Exelero é uma combinação de luxo com características de um carro esportivo. Williams tem uma fortuna de cerca de 150 milhões de dólares e é por isso que pode pagar oito milhões da moeda americana por esse exemplar realmente singular.

 

Rolls-Royce Sweptail personalizado

A empresa britânica fez de sua marca uma das mais importantes no mercado, demonstrando o quão luxuosos são seus carros e a classe que eles destilam. O Rolls-Royce Sweptail foi introduzido na Itália em 2017 e o preço pago de 13 milhões de euros é devido ao fato de ter sido feito sob medida para um fã.

Ele próprio participou da criação do carro, juntamente com o diretor de design da empresa automotiva Giles Taylor. Foi Taylor quem descreveu isso como: “a coisa mais próxima da alta costura do ponto de vista automotivo“.

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO
1