• +(011)992413934
  • contato@missaoempreendedora.net.br

Author Archives: MANUELDOLIVEIRAFILHO

COMPRAS SEM INTERMEDIAÇÃO

Se você pudesse adquirir muitos de seus produtos de consumo diários, que geralmente os compra nos supermercados ou farmácias; tirar os intermediários desnecessários para ganhar agilidade, melhor atendimento aos consumidores, e economizar em muito o custo final desses produtos.

O que você me diria?

E se eu te contar que minha nota de compra nesses mercados reduziu bastante, e minha economia doméstica aumentou as minhas finanças, e o melhor, sou pago por isso. Sim, é verdade!

Sou compensado para consumir meus próprios produtos, com o benefício de redução de custos, logística e operacional, e ainda receber incentivos quando compartilho essa novidade a outros consumidores.

As finanças não acabam, elas só mudam de mãos. Já ouviu falar?

Utilizando esse modelo de desintermediação a transferência do recurso financeiro é repassada consequentemente para o bolso do consumidor que pratica essa atividade nesse modelo de negócios e gestão, reduzindo o valor pro cliente e aumentando a margem de lucro nos negócios (revenda, bonificações e incentivos) diretamente às pessoas que aderem a esse plano de compensação, ao invés de ficarem retidos nas mãos dos intermediários (atacadista, varejistas e lojistas).

Geralmente quando deixamos grande parte de nosso salário nesses intermediários não recebemos nada em troca quando indicamos seus produtos ou marcas aos amigos, às vezes no final da compra somente um muito obrigado  e um volte sempre.

Desde que eu e minha família realizamos essa nossa forma de compras e consumo, quando compartilhamos naturalmente  nossas reais experiências com marcas e produtos somos recompensados de variados modos. E quantas e quantas vezes fazemos marketing gratuito de um produto que aprovamos e não recebemos nenhum retorno.

No Brasil, esse inovador modelo de gestão, conta com 4,5 milhões pessoas aderindo em seus processos de compra e vendas sem a intervenção de muitos dos players de mercado como fabricantes, atacadistas ou lojistas, ou seja, adquirem diretamente da fonte seus produtos através desse procedimento que automatiza o tempo e a relação de pessoas ou empresas envolvidas diretamente no processo, aproximando e encurtando a relação com o cliente final.

Assim como esse mercado gera cerca de 8 mil empregos diretos e atingiu, em 2013, US$ 14,6 bilhões em volume de negócios. O Brasil ocupa a quarta posição no ranking da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA), atrás apenas dos Estados Unidos, Japão e China.

Quer saber como consumir SEM INTERMEDIAÇÃO

Meu nome é Manuel 

Te indico a caminho!

Wapp 11 992413934

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Criando filhos na horizontal

Acontece com você!?
Você mora em uma grande cidade, trânsito caótico, trabalhos distantes de sua casa.

Tem família e filhos. Os filhos só estudam ou ainda ficam em casa.

Mas você todos os dias tem uma rotina. A rotina da corrida dos ratos. Já ouviu falar!?

Levanta ainda com sono e cansado, só porque não tem como mais reprogramar a soneca no despertador, levanta, se arruma, prepara o café e nem tem tempo pra conversar ou até falar com seus filhos.

Sai em cima da hora pra pegar a condução lotada ou o trânsito maçante e lá se vão horas perdidas de vida.

Cumpre suas horas vendidas. Realiza suas tarefas do dia a dia. E lá se vai mais um dia. E nem viu passar.

Quanta coisa a gente gostaria de fazer e não faz. Mudar e não muda. Deixar e não deixa. Inovar porém não renova.

E lá estamos nós em casa novamente para mais um dia.

Você chega mais cansado de quando saiu, às vezes estressado ou entediado e nem consegue dar atenção a sua família e principalmente aos seus filhos.

Parece que fica mais tempo com os colegas de trabalho, ou desconhecidos do trajeto; pode ser que converse mais com o garçom do restaurante de que com seu marido ou esposa, filho ou filha em casa ou amigos.

E um dia quando olha pro espelho e vê as fotos de família, cada dia você fica mais vivido e os filhos vão crescendo e se distanciando.

Já observou isso!?

Às vezes, dia atrás do outro, a gente sai e nossos filhos estão dormindo, e volta, eles já foram dormir, não é mesmo?

Você acha que tem qualidade de vida? Notou se cria filhos na horizontal!?

Então, por que vivemos assim!!!!!!?

Já ouviu falar de nômades virtuais ou empreendedores na nuvem ou empresários virtuais!???

Quer saber como eu e minha família estamos saindo da rotina e desfrutando de uma melhor qualidade de tempo e de vida?

Leia mais

Vou te guiar nessa jornada.

Meu nome é Manuel.

Posso te ajudar.

Wapp 11 992413934

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Se você encontrasse uma Mina de Ouro?

E se você encontrasse uma mina de ouro?
O que você faria?

Se por um acaso você mudasse seu trajeto rotineiro.

Fizesse um caminho novo e desconhecido.

Chegasse a um lugar maravilhoso, onde você se sente bem e confiante.

Um lugar onde você gostou tanto que não quer sair e quer trazer as pessoas  que você mais gosta, seus familiares, amigos e conhecidos.

E descobre que existe uma caverna! Dentro dessa caverna existe ouro, muito ouro!

Você começa a cavar, quanto mais cava, mais sai ouro e quer voltar pra casa com todo ouro que encontrou, e não dá conta para transportar tanto ouro.

Quando você retorna pra casa, alegre, sorridente, radiante e entusiasmado, as pessoas a sua volta não estão na mesma vibração e sintonia.

Você conta a elas sobre a mina de ouro que encontrou, porém ninguém acredita, não valoriza e pensa que está louco ou inventando.

Você fica triste e desiludido porque as pessoas que você mais gosta e confia, não lhe deram crédito.

Se as pessoas não quisessem deixar de fazer o que fazem de rotina para ir até a mina de ouro com você pra ver e retirar o ouro juntos.

Você desistiria? Não voltaria mais na mina? Esqueceria do ouro? Não contaria a outras pessoas? Guardaria só pra você? 

O que você faria?

E se eu te dissesse que todos os dias pessoas estão diante de mudanças, de grandes oportunidades para mudar de vida, e a vida das pessoas que gostam, contudo o pessimismo, o conformismo e as crenças não permitem que elas sejam livres e empoderadas.

Se você quiser conhecer a mina de ouro podemos de mostrar o caminho.

Meu nome é Manuel.

Wapp 11 992413934

Fonte: Mentalidade Pablo

 

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Pra você a CRISE é um problema ou uma solução?

Para a maioria das pessoas, 95% dos brasileiros, a palavra crise é sinônimo de alerta, problema ou um verdadeiro bicho papão, segundo o catador de latinhas mais bem sucedido do Brasil, Geraldo Rufino, o empresário do setor de reciclagem de peças de caminhões da primeira e maior empresa do mercado.

Em pleno começo do ano, às vésperas do Carnaval, período no qual o país pára, Geraldo esteve presente na 6ª Feira do Empreendedor Sebrae para proferir uma palestra sobre como saiu de uma dívida de 16 milhões de reais para um faturamento de mais de 50 milhões de reais, quebrando 6 vezes como empresário.

“Percebo que existe um grande problema que precisamos enfrentar : aquele que mora dentro da nossa cabeça. Quando a situação socioeconômica do país não é a ideal, as pessoas começam a reclamar demais _ principalmente se não enxergam oportunidades o suficiente para sejam bem-sucedidas. Isso se torna uma forma especial de cegueira: a tal da falta de oportunidades torna cegos e os faz dormir no ponto.” – G. Rufino

Com todo seu bom humor e felicidade típicos, fala que sempre estivemos em crise em vários períodos políticos e econômicos em nosso país, e incentiva que não podemos nos deixar levar pela onda de pessimismo e reclamação , pois elas atrasam nossos sonhos e devemos seguir o exemplo de muitos brasileiros que mesmo na crise estão encontrando soluções para driblar a zona de conforto e se mexer pulando a onda pra não morrer afogado nela.

Me chamo Manuel

Sou empreendedor independente

Descobri assim como 5% dos brasileiros a enfrentar com sabedoria a crise.

Minha missão é ajudar pessoas como eu e como você a encontrar oportunidades para se preparar para revezes e espantar toda a onda de negatividade que estamos vivendo no país.

Se você se interessou : Clique aqui

Wapp 11 992413934

16864351_1319831574747950_2798917472165767248_n

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

ABEVD marcando presença na Feira do Empreendedor SEBRAE

A Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD) é uma entidade sem fins lucrativos fundada em 1980, que tem como objetivo promover e desenvolver a venda direta no Brasil.

As empresas associadas atuam nos mais diversos setores da economia – de cosméticos e produtos de limpeza a recipientes plásticos para alimentos e suplementos nutricionais.

A ABEVD é membro da World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA) organização que congrega todas as associações nacionais de vendas diretas existentes no mundo.

Interessados em empreender independentemente com um parceiro forte de negócios, uma marca conhecida e reconhecida no mercado do varejo, apoiado à toda estrutura que uma grande empresa pode propiciar, podem visitar o stand da ABEVD no setor Representações porta a porta do Pavilhão de Exposições do Anhembi de 18 a 21/02/2017 das 10h às 21h.

A ABEVD está com suas representantes principais da Associação, como a Diretora executiva Roberta Kuruzu e suas colaboradoras, esclarecendo e divulgando ao público visitante e empresários as diversas oportunidades de negócios para milhares de interessados em empreender e representar de forma autônoma as marcas e os produtos das empresas parceiras.

A Missão empreendedora esteve no stand da ABEVD com a Diretora Roberta e suas colaboradoras, prestigiando o evento e parabenizando pela estréia da Associação na 6ª edição da Feira.

Interessados em conhecer como se associar à empresas parceiras de venda direta como nós da Missão, entre em contato conosco, pelo site em fale conosco ou pelo nosso contato WhatsApp.

Clique aqui : Como empreender de forma independente.

Fonte: ABEVD

Manuel 11 992413934

WhatsApp Image 2017-02-21 at 08.37.01

MANUELDOLIVEIRAFILHO

A VIDA É COMO UM ESPELHO

Pai e filho caminhavam em silêncio por uma trilha na montanha.

De repente, o menino caiu, machucou-se e gritou:

-Ai!

Para sua surpresa, ouviu sua voz se repetir em algum lugar na cordilheira:

 -Aiaiaaaiaiiiii…

Curioso, perguntou:

-Quem é você?

Recebeu como resposta:

-Quem é vocÊÊEÊ!

Contrariado, gritou:

-Seu covarde!

E escutou:

-Seu covaaaarde!

Gritou mais uma vez:

-Seu perdedor!

Escutou:

-Seu perdedoooor!

Em seguida, olhou para o pai e perguntou, aflito:

-O que é isso?

O homem sorriu e disse:

-Meu filho, sente-se ali e preste atenção.

Então, o pai gritou em direção a montanha:

-Eu amo você!

-Eu admiro a sua garra!

A voz respondeu:

-Eu amo vocÊÊEÊ!

-Eu admiro a sua gaaaaarra!

De novo, o homem gritou:

-Você é um campeão!

A voz repetiu:

-Você é um campeãããããoo!

O menino ficou espantado e perguntou:

-Pai, o que é isso?

E homem explicou:

As pessoas chamam de eco, mas na verdade, isso é a vida.

Ela devolve o que você lhe dá.

Para mudar as palavras que ecoam ao vento, é preciso mudar as palavras que saem do seu coração.

Da mesma forma, a vida é também como um espelho. Não adianta quebrá-lo quando ele mostra um rosto de que você não gosta.

Mude seu rosto , suas atitudes e suas ações, para que sua vida seja do jeito que você gostaria.

Nossa vida é simplesmente o REFLEXO, ou o ECO, das nossas ações.

Fonte: Conto do Himalaia – R. Shinyashiki (Eu vou te ensinar a ser rico)

 

Gostou do Conto?
Meu nome é Manuel

Meu trabaho é desenvolver pessoas, criar competências de equipes, no plano profissional e pessoal.

Se tiver interesse entre em contato: Wapp 11 992413934

 

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

POR QUE CAMINHAR , SE VOCÊ PODE VOAR?

“Era uma vez…

Um rei inglês que recebeu de presente dois falcões de Harris. 

O rei estava encantado com seus presentes. Toda manhã, olhava pela janela do palácio e via um dos dois falcões voando alto pelo céu.

Depois de um tempo, notou que, na verdade, sempre via apenas um dos dois falcões.

E convocou o treinador do palácio: ‘Por que vejo somente um falcão no céu?’

O treinador olhou e disse: ” Senhor tenho más notícias. Como o senhor viu , um dos falcões é magnífico. Voa até o céu e plana majestosamente sobre a terra. Porém seu irmão se recusa a deixar o galho. Toda vez que tentamos tirá-lo do galho,  ele se torna agressivo e fica com muito medo. Consultamos os veterinários, e não há nada de errado com ele. Chamamos xamãs e magos. Buscamos as mentes mais brilhantes do palácio para que viessem ajudar com o falcão. Mas não importa o que façamos, ele se recusa a deixar o galho.”

O rei ponderou o dilema por um momento.

Disse: “Quer saber, creio que precisamos de uma solução simples. Acho que poderíamos perguntar a um fazendeiro.”

Uns dias depois, o rei se aproximou de sua janela e para seu assombro havia dois falcões no céu.

Eles eram magníficos. Estavam subindo em direção ao sol, planando e mergulhando em direção ao solo.

O rei estava encantado.

De novo, convocou o treinador do palácio.

Disse: “Estou feliz, finalmente os dois irmãos estão voando juntos.”

Perguntou: “O que você fez? Como conseguiu tirá-lo do galho?”

“Fizemos o que nos disse, chamamos um fazendeiro. “

“E o que fez o fazendeiro?”

“Bem na verdade , estávamos tão emocionados com o resultado, que esquecemos de perguntá-lo.”

“Por favor, tragam o fazendeiro.”

O fazendeiro era um homem muito humilde e simples.

Quando entrou no palácio, estava extraordinariamente tímido. Olhando para o chão.

O rei olhou e disse: “O que você fez? Como conseguiu fazer o falcão voar? Que magia você utilizou?”

“Pois na verdade senhor, não houve magia. Fiz algo muito simples. Cortei o galho. E quando o falcão se deu conta de que tinha asas, simplesmente começou a voar.”

————————————————————————————————————————————–

O que te impede então, de soltar suas limitações? E realizar seu potencial completo?

Eu sei o que é.
O mesmo que já me limitou: o “galho” chamado de MEDO.

Meu nome é Manuel , eu sou como o fazendeiro da estória.

Vou ensinar a você um sistema muito simples, mas extraordinariamente poderoso, que te permitirá soltar as suas limitações e VOAR BEM ALTO, como os falcões.

Esse sistema é simples mas exige somente que você tenha SONHOS e um DESEJO ARDENTE de conquistá-los.

Se você tem o perfil empreendedor, entre em contato.

Wapp 11 992413934

Fonte: “why walk when you can fly”

 

 

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Previdência Social

PREVIDÊNCIA SOCIAL

ATÉ QUANDO ???

 

Vemos nos últimos anos ocorrendo um grave problema envolvendo o INSS. Atualmente as coisas ficaram muito preocupantes, pois devido a crise econômica oriunda da crise política a oferta de empregos caiu drasticamente no Brasil. Vivemos na incerteza de um dia se aposentar com um benefício digno. As incertezas políticas causam graves consequências para o país. A geração de empregos normalmente advém de investimentos estrangeiros ou serviços. A cada ano novas regras estão sendo implantadas para amenizar a gravidade do problema. As pessoas estão vivendo cada vez mais, e isso é bom, mas pelo outro lado agrava-se no pagamento do benefício, pois onde tirar dinheiro para pagar tantos aposentados se a arrecadação caiu significativamente. Agora eu pergunto, você conseguiria viver da renda do INSS? A maioria das pessoas quando se aposentam continuam trabalhando pois sabem que se dependeram do INSS não conseguirão manter seu padrão de vida que conquistou a vida inteira de trabalho.

Gostaria que você refletisse e como está ou como estará sua vida nos próximos 10, 20 ou 30 anos? E quando se aposentar, conseguirá manter seu padrão de vida atual? O grande problema das pessoas é que elas procrastinam, ou seja, elas vivem do prazer imediato sem se importar com futuro financeiro delas próprias. Quando a idade chega o que sobra além da velhice? Se tiver sorte de viver e depender de cuidadores de idosos deverá morar num asilo e compartilhar da dor e do sofrimento de outros idosos por serem “rejeitados” pelos próprios familiares devido a falta de condições de cuidar de você. Mas se tiver condições econômicas adequadas certamente terá um tratamento melhor e até poder permanecer junto dos seus entes queridos. Dinheiro nos traz conforto nos momentos em que mais precisamos, por isso pensar no futuro garante seu conforto e terá uma velhice mais feliz do que a maioria que não pensa e vive somente do presente e esquece do próprio futuro.

Já que você leu essa matéria e está se perguntado, o que fazer então?

Tenho uma proposta para mudar o rumo do seu destino. Uma oportunidade de negócio que lhe trará segurança financeira com qualidade de vida para você e sua família. Acesse agora AQUI que entrarei em contato e teremos uma conversa inicial e posteriormente  apresentarei a proposta que pode mudar o rumo da sua vida.

Manuel D Oliveira Filho – Consultor de Negócios.

MANUELDOLIVEIRAFILHO

INNOVATION 2016 FOI UM SUCESSO

Mais de 20 mil pessoas presente no evento celebrando as novidades e lançamentos de novos produtos, reconhecimentos e viagens. Foram dois dias e muita emoção, muita motivação.  A Polishop nos reserva um grande futuro para esse empreendimento com o lançamento do opportunity 4.0, novo modelo do plano de negócios espetacular e favorecendo os empreendedores que tanto ama a marca e preserva o nome da Polishop em todos os cantos do Brasil. Tenho a honra de fazer parte dessa família que a cada ano cresce exponencialmente cada vez mais. Esse mercado resiste a qualquer crise, pois quando todos falavam de crise, desemprego, nós da Polishop estamos trabalhando e crescendo junto com a empresa, vidas estão sendo transformadas com essa oportunidade de negócio e paradigmas estão sendo quebrados e um novo mercado cresce no Brasil juntamente com a necessidade das pessoas.

Quer conhecer nossa proposta de negócio, então deixe seu contato AQUI que entraremos em contato em breve !

Forte abraço.

Manuel D Oliveira Filho.

 

 

MANUELDOLIVEIRAFILHO

Síndrome do Impostor

A Síndrome do Impostor

A Síndrome do Impostor é um fenômeno que afeta as pessoas em sua autoestima e segurança e então estas pessoas não conseguem acreditar em sua própria capacidade e não se consideram merecedoras de sucesso.

Estas pessoas sabotam a si mesmas.

A expressão “Síndrome do Impostor” foi designada pela psicóloga Pauline Clarice, da Universidade de Geórgia em Atlanta, no final da década de 70.

A frase “eu não mereço ter sucesso” é dita mesmo quando estas pessoas recebem elogios e são reconhecidas pelo seu esforço. Mas estas pessoas carregam um grande medo de que sua farsa seja descoberta.

Isso mesmo! Estas pessoas duvidam tanto de si mesmas que acreditam que quando são elogiadas e reconhecidas por seu esforço, tal coisa acontece somente por simpatia alheia ou porque conseguiram enganar os outros e fizeram com que fossem equivocadamente vistas como pessoas capacitadas.

Quem tem a Síndrome do Impostor tem um grande medo de que sua farsa seja descoberta!

Quando estas pessoas dizem para si mesmos: “eu não mereço ter sucesso” estão, em sua opinião, fazendo a declaração de uma verdade incontestável.

Estas pessoas acreditam que a recompensa de seu esforço é fruto de bajulação, sorte ou por terem enganado o outro.

A Síndrome do Impostor, então, é um fenômeno que faz com que a pessoa apresente baixa autoestima e consequente complexo de inferioridade, muitas vezes mascarada por uma máscara de exagerada simpatia ou arrogância e tudo isso acompanhado por tendência depressiva e que com o passar do tempo pode realmente se confirmar como depressão.

A dor de dizer: “eu não mereço ter sucesso”

A frase: “eu não mereço ter sucesso” é uma declaração carregada de dor e equivocado reconhecimento de predestinação ao insucesso.

O outro lado deste complexo de inferioridade é a superestimação da capacidade do outro, o que acaba numa contabilidade em que o outro sempre merece os créditos e ela está sempre em débito.

Pesquisas apontam que a Síndrome do Impostor acomete mais mulheres e surge principalmente no início da época universitária e com mais frequência quando a pessoa começa a sua vida profissional.

Estas são fases em que a pessoa sofre maior pressão e exigência e, talvez, a ocorrência ser mais comum em mulheres se deve ao fato da mulher ter que enfrentar mais obstáculos que o homem para obter sucesso como consequência da cultura patriarcal que vivemos.

As pessoas acometidas pela “Síndrome do Impostor” podem adotar estratégias polarizadas para lidar com as situações em que precisam mostrar desempenho.

Por um lado podem exagerar na preparação para a situação e isto demandar longo tempo e grande esforço. São aquelas pessoas que estão sempre se especializando! E quando são finalmente reconhecidas acreditam que seu reconhecimento é injusto ou aconteceu por sorte.

Por outro lado existem aqueles que não se preparam e não aceitam ser ajudados, afinal, alguém que tem como lema de vida a frase: “eu não mereço ter sucesso” não se vê digna de ajuda e também não vê sentido em se esforçar porque de nada adiantará já que ela não se vê merecedora de sucesso.

O que fazer?

Romper um ciclo vicioso psíquico não é tarefa simples e na maioria das vezes é preciso a intervenção profissional de um psicólogo.

A ajuda do profissional de psicologia é, geralmente, necessária por se tratar de uma postura de vida que acontece inconscientemente e a frase de Daryl Sharp é plenamente cabível nesta situação: “o mundo está cheio de pessoas inconscientes – aquelas que não sabem por que fazem aquilo que fazem”.

O processo para lidar com a Síndrome do Impostor se caracteriza por auxiliar a pessoa a “suportar” ter sucesso.

É uma jornada em que serão trabalhados os seguintes pontos:

  • Fortalecimento da autoestima
  • Preparação para a pessoa lidar com mais responsabilidades que serão decorrentes do seu reconhecimento e promoção
  • Estruturação psíquica para suportar frustrações e insucessos, pois se acaso ocorressem seriam destrutíveis para a recém conquistada autoestima e constatariam para a pessoa que ela “realmente tinha razão” em dizer “eu não mereço ter sucesso”
  • Adequação da conta entre esforço e sucesso para encerrar os ciclos de exagerada preparação ou preparação nenhuma

Para os junguianos um caso de forte conflito persona x sombra.

Finalizando, a pessoa que diz: “eu não mereço ter sucesso” é alguém que carrega a grande dor de não enxergar quem realmente é.

A triste situação de ser uma farsa para si mesmo.

Se você que está lendo este artigo se identificar com aquele que tem a Síndrome do Impostor saiba que você realmente não se conhece ou pouco se conhece, mas que quando começar a se conhecer perceberá que o infinito mora em você e que suas infinitas possibilidades podem começar a acontecer a partir de agora.

Você estar lendo este artigo não é obra do acaso e sim, o primeiro passo para você começar a enxergar seu próprio brilho.

Paulo Rogério da Motta

MANUELDOLIVEIRAFILHO